COMO CHEGAR

 

DE CARRO

 

 

A região mais importante da Serra da Canastra é a área já regularizada do Parque Nacional, que tem 4 acessos: são as portarias instaladas em São Roque de Minas (8 km da cidade), nos distritos de São José do Barreiro (9 km) e São João Batista (1 km) e em Sacramento (65 km da cidade). Os acessos via Sacramento e São João Batista são por longas estradas de terra, que podem ficar precárias na época das chuvas. Por São José do Barreiro, o trecho de terra é mais curto (22 km) e por São Roque de Minas são apenas 8 km. Por São José do Barreiro, o visitante tem acesso direto à parte de baixo da Cachoeira Casca D'Anta, a maior atração da Canastra. Por São Roque de Minas, fica mais fácil chegar à parte alta do Parque Nacional, onde estão a nascente do rio São Francisco e a parte de cima da Cachoeira Casca D’Anta (há uma trilha até a parte de baixo e vice-e-versa).  

 

Veja a melhor forma de chegar a São Roque de Minas para quem parte das principais regiões do País. Consulte os mapas para acesso direto a São José do Barreiro e às demais entradas do Parque Nacional.

 

 

Para quem sai de

 

BELO HORIZONTE, SUL DE MINAS, RIO DE JANEIRO E SÃO PAULO

 

O acesso principal a São Roque de Minas é pela rodovia MG 050, que liga Belo Horizonte à região nordeste do Estado de São Paulo. Chegando à cidade mineira de Piumhi, o visitante deve entrar no primeiro trevo (para quem vem de Belo Horizonte e Rio de Janeiro) ou no segundo trevo (para quem vem de São Paulo) e atravessar a cidade seguindo a indicação das placas até a rodovia secundária de 60 km que leva a São Roque de Minas.

 

Entre Piumhi e São Roque de Minas, o visitante passar por dois vilarejos: São Sebastião dos Cabrestos (município de Vargem Bonita) e Sobradinho (São Roque de Minas).

 

Para quem sai de

 

ARAXÁ, UBERLÂNDIA, UBERABA, CIDADES DE GOIÁS E DISTRITO FEDERAL

 

Outro acesso, melhor para quem chega de Araxá, Uberaba, Uberlândia, Goiás e Distrito Federal, é via Bambuí, com 43 km de terra no trecho final. A referência principal é a BR 262 (Uberaba – Belo Horizonte). 13 km após passar pela cidade de Estalagem, entrar na BR 354 até Bambuí e de lá para São Roque de Minas.

 


 

QUADRO DE DISTÂNCIAS

 

SÃO ROQUE DE MINAS – MG

 

(PRINCIPAIS CIDADES DOS VISITANTES – EM ORDEM ALFABÉTICA)

 

A r a r a q u a r a

390

A r a x á

220

B e l o  H o r i z o n t e

320

B r a s í l i a

840

C a m p i n a s

440

D i v i n ó p o l i s

210

F o r m i g a

130

F r a n c a

200

P a s s o s

145

P i u m h i

60

R i b e i r ã o  P r e t o

310

R i o  d e  J a n e i r o

670

S a n t o s

600

S ã o  P a u l o

530

U b e r a b a

350

U b e r l â n d i a

410

Obs.: Distâncias aproximadas. Melhor caminho considerando vias asfaltadas, exceto nos trechos onde não há opção às estradas de terra.

 


Dicas/rodovias:

 

FRANCA: saindo de Franca, a melhor forma de chegar à MG 050 é pela SP 345, passando por Capetinga e saindo na altura de Itaú de Minas.

 

RIBEIRÃO PRETO: melhor caminho é via Serrana, Altinópolis e São Sebastião do Paraíso.

 

SÃO PAULO: Rodovia Anhanguera ou Bandeirantes (até interligação com Anhanguera) até o anel viário de Campinas no km 86 e daí para Mogi-Mirim, Mogi-Guaçu, Casa Branca, Mococa, Arceburgo e São Sebastião do Paraíso.

 

RIO DE JANEIRO: BR 040 passando por Três Rios, Juiz de Fora e Barbacena. Depois São João Del Rey e Lavras (via BR 265) e daí cruzando a rodovia Fernão Dias (BR 381) na altura de Perdões rumo a Campo Belo (BR 354) até chegar a Formiga, já na MG 050. Depois é só seguir rumo ao Estado de São Paulo até Piumhi e daí para São Roque de Minas.

 

 

LINKS ÚTEIS
(para informações das estradas) 

 

Anhangüera/Bandeirantes
    Campinas/Mococa (SP-340)
Rodovias mineiras (MG-050 e outras)

 

 

ESTRADAS DE TERRA

 

Qualquer passeio a partir de São Roque de Minas exigirá tráfego por estradas de terra, algumas em em condições precárias, especialmente na época das chuvas (dezembro a março). É preciso trafegar em baixa velocidade devido às curvas, mata-burros, buracos e eventualmente barro e ladeiras escorregadias. Na época da seca (abril a novembro) o motorista encontra muita poeira.

 

 

CAMINHOS ALTERNATIVOS

 

Há vários caminhos alternativos, com longos trechos por estradas de terra a partir de Passos, Delfinópolis, Sacramento e Araxá. No mapa rodoviário, esses caminhos parecem tentadores pela distância. Em alguns casos, realmente, são mais curtos, porém mais acidentados, carentes de sinalização e por isso mais demorados.

 

São recomendados apenas para veículos 4x4.

 


 

INICIAL | ATRAÇÕES | HOSPEDAGEM  | COMPRAS | ATIVIDADES | SERVIÇOS | ROTEIROS | COMO CHEGAR

   PARA SABER MAIS | CIDADES  DA  CANASTRA | PUBLICIDADE | CONTATO

 tamandua@serradacanastra.com.br

 


Criação: 30/01/2002
Atualizada em 02/08/2010

©  1998-2010 Tamanduá Ecoturismo Ltda.  Todos os direitos reservados

 

by Anael de Souza & Maurício Costa
anael@serradacanastra.com.br